segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Fardamentos distribuídos por cara; essa é a gestão dos Eufrásio em Paraú/RN

Da cidade de Paraú, mais uma leitora do site FOCOELHO fez contato com nossa redação. Leia a mensagem transcrita do WhatsApp que ela nos enviou.

“Meu caro e atencioso blogueiro, FOCOELHO. Estou lhe escrevendo, pois sei que você cobra justiça para todos e coíbe qualquer tipo de desmando administrativo praticado por maus gestores em nossa região. Sois um JUSTICEIRO nato. Parabéns!!! Admiro muito seu trabalho. Nossa sofrida Paraú lhe é grata pelos bons préstimos.

Aqui na minha Paraú sofrida, perseguição virou regra na administração dos Eufrásio (prometeram mudança para melhor, mas o que temos é pesadelo), governam como no tempo medieval. A decência aqui foi apagada do seu cotidiano.

O que passo a narrar é um fato de natureza escabrosa, perseguição cristalina.
- [ ] Há varios servidores efetivos, quatro, pra ser mais preciso, lotados no hospital e que não tiveram direito ao fardamento distribuído recentemente aos demais servidores, indagada qual o motivo daqueles servidores não receber seu fardamento, mais uma vez foi dito pela direção do hospital que quando fosse feita nova compra eles receberiam, e essa já é a segunda distribuição de fardamento e eles continuaram sem receber o fardamento.

Enquanto isso, contratados que sequer tem função definida foram agraciados com o novo fardamento, os outros, pelo simples fato de não seguir orientação política do sistema da prefeita, sofrem perseguições e não receberam o fardamento entregue pela secretaria de saúde.

No setor de saúde de Paraú é assim, servidores que não rezam na cartilha da secretária de saúde e da coordenadora daquela unidade de saúde, comem o pão que o diabo amassou.

Termino pedindo-lhe que preserve minha identidade, sou servidora pública municipal e não quero ficar a mercê da sanha dos maus.” 

A denunciante nos pediu o sigilo da fonte, nós o guardamos sob o manto da Constituição Federal de 1988, art. 5º, inciso XIV.

Nenhum comentário: